Notícias
HOME »

Hildo Rocha confirma: Governo Federal repassou R$ 58 milhões para Dino pagar reajuste dos professores

13 de junho

 

O Deputado Federal Hildo Rocha utilizou a tribuna da Câmara Federal para, novamente, defender os professores e professoras da rede pública estadual de educação. O parlamentar informou que, no dia 18 de maio, o Governo Federal depositou na conta do Tesouro Estadual a quantia de R$ 58 milhões de reais. Segundo o parlamentar, esse dinheiro é a contrapartida da União para complementar o reajuste do piso nacional dos salários dos professores.

 

Segundo o parlamentar, o Estado do Maranhão tem recursos suficientes para cumprir a Lei 11.738/2008, dispositivo que regulamenta o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. “O Governador Flávio Dino não paga o reajuste, de 11.36%, que é estabelecido por lei porque gosta de maltratar os professores e professoras”, declarou Rocha.

 

Sindicato omisso

O deputado disse que os professores esperam ansiosamente o aumento, desde janeiro. “O sindicato dos professores não se move em favor da categoria. Já estamos no sexto mês e o Governador do Maranhão ainda não fez o reajuste que é apenas para compensar as perdas da inflação de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Por isso, uso a tribuna da Câmara para mostrar ao Maranhão que o governo tem dinheiro suficiente, em caixa, para pagar o reajuste. Mas o governador não paga porque gosta de humilhar, gosta de maltratar os profissionais da educação”, enfatizou Hildo Rocha.

Lei criada com o apoio de Hildo Rocha garante a transferência de quiosques para parentes em caso de morte do titular

09 de junho
Maranhenses que trabalham em quiosques no Distrito Federal fizeram questão de se encontrar com o deputado Hildo Rocha para agradecer o empenho do parlamentar e comemorar a conquista

Maranhenses que trabalham em quiosques no Distrito Federal fizeram questão de se encontrar com o deputado Hildo Rocha para agradecer o empenho do parlamentar e comemorar a conquista

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 7855/2014, do Senado, que assegura a transferência do direito de uso de quiosques, trailers, feiras e bancas de jornais, a parentes (cônjuge ou companheiro, ascendentes e descendentes, nesta ordem) em caso de falecimento do titular ou de enfermidade física ou mental que o impeça de gerir seus próprios atos.

 

“Com a aprovação desse dispositivo acaba-se com a possibilidade de gestores públicos pressionarem as famílias para votarem em troca da permanência nos quiosques ou mesmo de serem retiradas, após as eleições, como represália por eventualmente não terem apoiado o gestor ou os candidatos de sua preferência”, destacou Hildo Rocha.

 

Comemoração e reconhecimento

Um grupo de maranhenses que trabalham em quiosques no Distrito Federal fez     questão de se encontrar com o deputado Hildo Rocha para agradecer o empenho do parlamentar e comemorar a conquista.

De acordo com a proposta, a concessão só poderá ser extinta nos seguintes casos: fim do prazo de concessão, descumprimento das obrigações assumidas, e por revogação do ato pelas prefeituras, desde que demonstrado o interesse público da anulação. Além disso, o direito adquirido com a transferência a parente não será considerado herança e dependerá de requerimento do interessado.

Como foi aprovada sem alterações, a proposta, que já havia sido aprovada pelos senadores, poderá ser remetida agora à sanção presidencial, a menos que haja recurso para sua análise antes no Plenário da Câmara.

Duplicação da BR-135: a bancada federal maranhense permanece unida e lutando

08 de junho

A chegada do pemedebista Michel Temer ao posto de presidente reascendeu a esperança de que finalmente a duplicação da BR-135 seja concretizada. Na semana passada deputados federais do Maranhão participaram de audiência com o novo ministro dos Transportes, Maurício Quintela.

Entre os participante do encontro parlamentares estava o deputado Hildo Rocha, parlamentar que desde o início do mandato tem dedicado atenção especial ao assunto. “O ministro nos garantiu que a duplicação do primeiro trecho (Estiva/Bacabeira) será concluída ainda este ano”, declarou Rocha.

O parlamentar informou ainda que a licitação para o segundo trecho (Bacabeira/Miranda do Norte) também será realizada até dezembro.

Recursos assegurados

Segundo Hildo Rocha, os recursos estão assegurados por meio de emenda da bancada maranhense. “Nós, os 18 deputados federais e os três senadores do Maranhão, conseguimos alocar R$ 150 milhões como emenda de execução obrigatória para fazer a duplicação do segundo trecho da BR-135”, destacou o parlamentar.

Rocha destacou ainda que a duplicação irá gerar impactos positivos na economia do Maranhão. “A duplicação vai beneficiar os maranhenses que transitam na BR-135; diminuir os custos dos fretes e facilitar o transporte de mercadorias que chegam até o porto do Itaqui para exportação”, declarou o deputado.

União histórica

Poucas vezes, na história do Maranhão, se viu uma bancada tão unida em torno de uma questão. A insistência de Hildo Rocha e dos demais parlamentares maranhenses é louvável afinal, há anos o Maranhão é negligenciado pelo governo federal. Ponto para os parlamentares. Não será por falta de empenho que os maranhenses deixarão de ter essa demanda atendida.

Além de Hildo Rocha, participaram da audiência os deputados André Fufuca (PP); João Marcelo Souza (PMDB); José Reinaldo Tavares (PSB) e Juscelino Filho (DEM).

 

O Maranhão corre o risco de desperdiçar as potencialidades do Porto do Itaqui, alerta Hildo Rocha

08 de junho

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal o deputado Hildo Rocha (PMDB/MA) disse que a inauguração da nova eclusa do canal do Panamá representa uma oportunidade histórica para o Maranhão.  Rocha lembrou que, em função das suas características, o porto do Itaqui tem capacidade para receber navios pós-panamax, denominação dada aos navios de grande porte que não podem atravessar o Canal do Panamá porque as dimensões das antigas eclusas são pequenas para esse tipo de embarcação. A nova eclusa foi projetada para suprir essa demanda.

 

Mas, segundo o parlamentar, por falta de interesse do Governador Flávio Dino o Maranhão poderá desperdiçar a grande oportunidade de se beneficiar da nova realidade que surgirá com a abertura da nova eclusa do Canal do Panamá. “Durante os mandatos de Roseana Sarney o Itaqui recebia grandes investimentos. Roseana ampliou a capacidade do porto, com a instalação até do Tegran (Terminal de Grãos) e, com isso, atraiu grandes indústrias, como a Suzano. Mas atualmente até mesmo a balança do porto está quebrada; o pátio cheio de buracos; e as tarifas praticadas no Maranhão são as maiores do país. Isso desestimula os investidores, encarece os produtos e prejudica o nosso Estado”, lamentou.

 

Patrimônio do Maranhão

Rocha enfatizou que o porto do Itaqui é um patrimônio de inestimável importância para a economia maranhense. “O Itaqui é um grande patrimônio do Maranhão que começou a ser construído em 1966, pelo então governador do Maranhão José Sarney, que por ser um grande visionário percebeu que naquele local poderia ser construído um porto para alavancar o desenvolvimento de São Luís e de todo o estado, destacou.

 

Descaso

O deputado enfatizou que é necessário o povo maranhense tomar conhecimento do que está acontecendo de fato no porto do Itaqui. “Hoje, na verdade o Porto do Itaqui serve mais de cabide de empregos do que gerador de desenvolvimento, serve muito mais para empregar camaradas do governador Flávio Dino do que atrair empreendimentos para o estado. ”, declarou Rocha.

 

O parlamentar disse ainda que há indícios de que o Governador Flávio Dino esteja usando a Emap – Empresa Maranhense de Administração Portuária, estatal que administra o Itaqui, para fazer promoção pessoal com dinheiro público. “Além de bancar a promoção pessoal do governador, o Itaqui serve ainda como fonte de manutenção do Partido Comunista porque os trabalhadores do porto, que são filiados ao PCdoB, são obrigados a repassar um percentual do salário para o partido”, afirmou.

 

Em função da falta de interesse do Governador e dos desmandos apontados, Rocha defende que o porto volte a ser administrado pela Companhia de Docas do Maranhão, órgão do Governo Federal. “A política econômica do governador é equivocada e prejudicial à economia do nosso Estado. Não há investimentos; ele não estimula a vinda de grandes empresas para gerar empregos e impostos. Se bem administrado o Itaqui se fortalecerá, irá criar oportunidades de trabalho e gerar riquezas. Mas, se continuar sendo administrada de acordo com o modelo comunista implantado por Flávio Dino fatalmente essa oportunidade será desperdiçada. Vamos perder a condição de transformar o porto do Itaqui em Hub Port (porto concentrador) para o Pará, Pernambuco ou Ceará”, alertou Rocha.

Hildo Rocha realiza nova ação em defesa da saúde pública

03 de junho
Deputados Hildo Rocha (PMDB); Aluísio Mendes (PTN); André Fufuca (PP) e Juscelino Filho (DEM) com o Ministro Ricardo Barros.

Deputados Hildo Rocha (PMDB); Aluísio Mendes (PTN); André Fufuca (PP) e Juscelino Filho (DEM) com o Ministro Ricardo Barros.

O Deputado Federal Hildo Rocha (PMDB/MA) juntamente com outros membros da bancada do Maranhão, foram recebido em audiência pelo deputado federal Ricardo Barros, novo Ministro da Saúde. “Nosso objetivo é dar prosseguimento à luta para melhorar a saúde pública do nosso Estado”, explicou. Rocha ressaltou ainda que, por meio de emenda de sua autoria, o Governo do Maranhão foi beneficiado com R$ 52 milhões para o funcionamento dos hospitais macrorregionais de Caxias e Pinheiro.

O deputado lembrou que essas duas unidades de saúde foram construídas na gestão da ex-governadora Roseana Sarney e enfatizou que sem os recursos do governo federal os dois hospitais macrorregionais teriam dificuldades de funcionar. “Lutei e consegui, ainda na gestão do ex-ministro Marcelo Castro, garantir os recursos do Fundo Nacional de Saúde para bancar o funcionamento de hospitais da rede estadual, mesmo sendo adversário politico do governador Flavio Dino, porque entendo que tenho que defender acima de tudo os interesses dos maranhenses a quem represento no Congresso Nacional, embora os recursos federais sejam encaminhados para o governo estadual”, declarou Rocha.

 

Outras conquistas

O deputado destacou ainda a liberação de recursos para atendimentos de alta e média complexidade na saúde destinados a rede municipal de Buriticupu; São José de Ribamar e Presidente Dutra. Rocha citou também a destinação de emendas para o Hospital Aldenora Bello adquirir novos equipamentos.

“Estamos lutando para conseguir recursos para bancar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) de diversos municípios maranhenses como a  de Barra do Corda, Imperatriz, Buriticupu e de outras cidades.  Portanto, estou cumprindo com as obrigações para as quais fui eleito.”, declarou Hildo Rocha.

Os deputados Aluísio Mendes (PTN); André Fufuca (PP) e Juscelino Filho (DEM) também participaram do encontro com o Ministro Ricardo Barros.

Operação Lava-Jato: É bom que esclareça tudo, que o país seja passado a alimpo, defende Hildo Rocha

31 de Maio

O deputado Hildo Rocha (PMDB/MA) voltou a manifestar apoio ao Juiz Sergio Moro e defendeu o aprofundamento da Operação Lava-Jato. “É bom que se esclareça tudo, que se descubra tudo de errado que foi feito, que o país seja passado a limpo”, enfatizou Rocha em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal.

 

O parlamentar destacou que ninguém está acima das leis. “Nenhuma autoridade, detentora de mandato, ou ocupante de cargo executivo, que tenha cometido desvio de conduta, pode ficar impune”, declarou. Segundo Rocha, Lula e Dilma também estão passíveis de punição. “Lula e Dilma não são inimputáveis. Somos iguais perante a lei”, enfatizou Hildo Rocha.

 

Ataques ao STF

O pronunciamento de Hildo Rocha foi uma reação ao comportamento de colegas de parlamento que utilizam a prerrogativa da imunidade parlamentar para atacar do STF. “São vozes isoladas que aqui utilizam esta tribuna para atacar membros do Supremo Tribunal Federal”, disse.

 

O deputado fez questão de ressaltar que os ministros têm agido em conformidade com a constituição cidadã que teve como patrono Ulysses Guimarães. “A nossa constituição está sendo respeitada, sim. O Supremo Tribunal Federal é constituído dos mais renomados juristas do nosso país. Portanto, eles agem dentro da legalidade”, declarou.

Insatisfação

Rocha disse ainda que os ataques ao STF decorrem da insatisfação de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) que enriqueceram ilegalmente. “É fácil atacar as pessoas aqui da tribuna. Acontece que, a nossa constituição fere mortalmente o partido que se utilizou do poder para enriquecer varias pessoas, de forma criminosa usando o dinheiro do povo”, afirmou.

 

Como forma de realçar a participação do PT em irregularidades, Rocha citou os nomes de Delúbio Soares e Antônio Vaccari Neto, dois ex-tesoureiros do partido que foram condenados pela justiça e estão cumprindo pena.

 

Lava-Jato

Rocha reafirmou que o Juiz Sérgio Moro tem feito um bom trabalho e lembrou que o Presidente Michel Temer tem dado repetidas demonstrações de apoio à Operação-Lava-Jato. “O presidente Michel Temer vai dar apoio total, inclusive não mexeu na diretoria da Polícia Federal, manteve o diretor-geral no cargo”, lembrou o parlamentar.

Hildo Rocha vai ao BNDES em busca de transparência na aplicação de empréstimos obtidos pelo governo do Maranhão

30 de Maio

 

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB/MA) e uma comitiva de deputados estaduais participaram de audiência com diretores do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro, em busca de informações sobre os empréstimos contraídos pelo Governo do Estado na instituição financeira. Rocha informou que a visita ao BNDES foi motivada pela falta de transparência do Governo Flávio Dino.

 

“O Maranhão precisa conhecer de que forma esses recursos estão sendo aplicados. Precisamos saber se, de fato, o governo está aplicando o dinheiro do empréstimo conforme os termos previstos no contrato”, destacou.

 

Rocha enfatizou que obras importantes, financiadas com recursos do BNDES, estão paralisadas e outras com acontecendo com inexplicável lentidão.

 

“Há indícios de que o governador alterou a programação. Mas não existe transparência pois os deputados, a quem cabe a tarefa constitucional de fiscalizar os recursos, não conhecem a programação em execução. Além disso, várias obras, iniciadas ainda no governo de Roseana Sarney, encontram-se paralisadas e outras em ritmo muito lento. Queremos desvendar o que está por trás de tudo isso”, destacou.

 

Recursos em caixa

Entre as informações relevantes obtidas durante o encontro, Rocha destacou que R$ 800 milhões estão à disposição do governo maranhense. “Esses recursos podem ser aplicados no pagamento dos convênios firmados durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney. Muitos prefeitos realizaram as obras, mas nunca receberam os repasses. O governador Flávio Dino sempre usou como argumento a falta de recursos. Agora está provado que falta apenas vontade para honrar o compromisso firmado entre o Estado e as prefeituras municipais”, enfatizou Hildo Rocha.

 

Acompanharam Hildo Rocha, no encontro com Henrique Paim, diretor executivo do BNDES, os deputados estaduais Alexandre Almeida (PSD), Andrea Murad (PMDB), líder do Bloco de Oposição; Léo Cunha (PSC), presidente da Comissão de Obras da Assembleia Legislativa; Bira do Pindaré (PSB); Rafael Leitoa (PDT) e Rogério Cafeteira (PSB), também membros da comissão de obras da Assembleia.

Rombo nas contas públicas é a herança maldita deixada pelo governo do PT, afirma Hildo Rocha

27 de Maio

 

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, o deputado Hildo Rocha disse que o desequilíbrio das contas públicas é, de fato, uma herança maldita deixada pelo governo do PT. “Os números não mentem. Em 2003, quando Lula assumiu a presidência da República, a dívida pública era de R$ 1 trilhão e 600 bilhões. Segundo estimativas, até o final deste ano a dívida chegará a R$ 3 trilhões e 300 bilhões. Portanto, nesses 13 anos do governo, o PT deixou uma herança maldita. De janeiro a maio, o governo pagou R$ 140 bilhões só de juros. Com esse dinheiro daria para se construir 133 mil escolas”, declarou Rocha.

 

Irresponsabilidade

O deputado atribuiu a Lula, e em especial Dilma, a responsabilidade pela crise econômica atual. “A presidente afastada, Dilma Rousseff, desrespeitou a Lei Orçamentária, a mais importante, depois da Constituição Federal. O governo do PT gastou mais do que podia e, ao desequilibras as finanças do nosso país, criou a grave crise econômica que hoje nós estamos vivendo. O número de desempregados não para de crescer. Mais de 11 milhões de trabalhadores estão sem trabalho”, destacou.

 

https://youtu.be/uaB7trJ9zSg

 

 

Grupo político liderado por Hildo Rocha define pré-candidato em Cantanhede

24 de Maio

Frente de Oposição de Cantanhede, composta pelos partidos: PMDB, PRP, PT, PTN, PSL, PSB, PMN PSD.

Seguindo decisão da maioria das lideranças que integram o grupo político do qual faz parte, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) decidiu apoiar a pré-candidatura de Ruivo, para prefeito de Cantanhede. O anúncio aconteceu neste fim de semana, durante ato público no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cantanhede.

 

Hildo Rocha ressaltou que desde o início do processo de definição do pré-candidato ficou pactuado que a escolha seria feita por decisão da maioria. “Partindo dessa premissa, com base nesse acordo, é que aqui nos encontramos pra dizer aos amigos e amigas que seguem o nosso grupo político, que querem ver a cidade de Cantanhede melhor, que nosso pré-candidato é o Ruivo”, enfatizou Hildo Rocha.

 

RetribuiçãoDSCN9502

O parlamentar enfatizou que a decisão reflete acima de tudo o desejo de retribuir ao município o apoio recebido ao longo da sua trajetória política. “Vocês podem dizer que tem um Deputado federal que porta o seu titulo de Cantanhede. Muita gente pediu para que eu transferisse meu titulo para São Luis, mas eu recusei porque Cantanhede me ajudou eu quero retribuir ajudando a eleger um bom prefeito para a nossa cidade” destacou.

Histórico

O pré-candidato Ruivo destacou que o histórico político do deputado Hildo Rocha é uma garantia de que a cidade só tem a ganhar com o apoio do parlamentar. “O deputado Hildo Rocha tem raízes políticas em Cantanhede. A história politica dele foi iniciada aqui nesta cidade. Tenho certeza que ele continuará destinando recursos para Cantanhede. Nosso compromisso é com a cidade. Tenham certeza que eu não decepcionarei nenhum de vocês”, enfatizou Ruivo.

Frente de Oposição

A pré-candidatura de Ruivo é apoiada pela Frente de Oposição de Cantanhede, composta por oito partidos: PMDB, PRP, PT, PTN, PSL, PSB, PMN PSD. O ato público de apoio ao pré-candidato Ruivo contou com a participação dos vereadores Dennis Robert, Dicó, Jorismar e José Raimundo do Sindicato.

Os presidentes dos Diretórios Municipais dos partidos PSD; José Alberto Santos; PSL (Alex Baima) e PRB (Leidiane Chaves) participaram do evento que teve ainda a participação dos ex-prefeitos de Cantanhede Hilton Rocha e José de Sousa “Padeirinho”; dos ex-vereadores Wilson Brito; Gerson Júnior e Santa; e da ex-secretária de Ação Social de Cantanhede, Mírian Rocha. O pré-candidato a prefeito de Matões do Norte, Ademar Paiva, também prestigiou o evento.

 

Ruivo - pré-candidato da Frente de Oposição de Cantanhede_02Qualidades

Os vereadores e lideranças destacaram as qualidades do pré-candidato. “O melhor nome pra concorrer nesta eleição chama-se Ruivo. Existem outros nomes bons e nós queremos que eles se juntem a nós para que possamos fazer a diferença”, destacou o vereador Denis Robert.

“Ruivo é uma pessoa humilde, um homem honesto, literalmente pé no chão”, declarou o vereador Jorismar.

“O bem e o mal sempre existiram e continuarão existindo, mas o bem sempre vence o mau”, afirmou o vereador Dicó.

Hildo Rocha preside Sessão Solene em homenagem aos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem

20 de Maio

 

Para comemorar o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, a Câmara dos Deputados realizou Sessão Solene que foi presidida pelo deputado federal Hildo Rocha (PMDB/MA). O evento foi requisitado pelo parlamentar maranhense e pela deputada Carmem Zanotto (PPS/SC).

 

O Presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF, João Cardoso da Silva e o vice-presidente da entidade, Jorge Vianna, participaram do evento que também foi prestigiado por Ângela Maria Alvares, Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN) e por Ipê Onã Silva, Presidente da Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem. “Solicitamos esta homenagem por acreditar que esses profissionais destacam-se dos demais ao lidarem todos os dias de forma intensiva com pessoas necessitando de cuidados especiais de saúde”, destacou Rocha.

 

Dedicação

O parlamentar ressaltou que os auxiliares e técnicos de enfermagem ficam muito mais tempo com os pacientes do que os próprios médicos embora nem sempre recebam o devido reconhecimento por sua dedicação e responsabilidade perante os demais profissionais de saúde.

 

“Além do conhecimento técnico, o exercício da atividade demanda cuidado emocional, disposição para se doar, para estar presente e disponíveis para proteger, preocupar-se, compreender respeitar, confortar, se solidarizar e dar segurança aos pacientes assistidos”, destacou o deputado.

 

Entrosamento

Hildo Rocha disse que os técnicos e auxiliares de enfermagem são, provavelmente, os funcionários mais importantes para o bom entrosamento da equipe multiprofissional de todas as unidades de saúde, públicas e particulares. “O bem-estar dos usuários das unidades de saúde depende, fundamentalmente, desses profissionais que fazem a integração de médicos, pacientes e pessoal de apoio”, declarou.

 

Baixos salários

Rocha enfatizou que a jornada de trabalho é grande e os salários pagos aos auxiliares e técnicos de enfermagem é sempre abaixo do aceitável. “As condições de trabalho tornam esses profissionais propensos a acidentes, especialmente por materiais perfuro cortantes responsáveis por 84% das ocorrências”, destacou.

 

O deputado disse que por causa dos riscos inerentes à atividade, desde 1955 muitos projetos de lei tentam reduzir a jornada para 30 horas semanais. “Mais do que isso é inadequado”, declarou.

 

Reconhecimento

Rocha disse que passou a admirar a categoria observando o trabalho de todos os profissionais da área de saúde. “Eu pude perceber que sem os auxiliares e técnicos de enfermagem de nada adiante ter o médico, o nutricionista e os demais profissionais, que também são importantes”, declarou.

 

Segundo o parlamentar, os técnicos e auxiliares de enfermagem prestam relevantes serviços ao povo brasileiro e não são reconhecidos. “Por isso, nós vamos lutar para que esta categoria faça parte dos Conselhos Regionais e Federais de Enfermagem”, afirmou Hildo Rocha.

 

Página 30 de 84« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »
Categorias
CONECTE-SE
CADASTRE-SE

Cadastre-se e receba novidades do Hildo Rocha!

CONTATO

captcha